Weby shortcut
Abertura Africanidades

Africanidades e Congadas marcam eventos na Regional Catalão

Por Fábio Gaio. Criada em 02/03/17 11:37. Atualizada em 03/03/17 07:51.

Seminário de Africanidades, que ocorre até sexta-feira (03), e inauguração do miniauditório Congadas marcam a semana

A manhã desta quinta-feira (02) foi marcada pela inauguração do miniauditório Congadas, situado no bloco da Coordenação de Pesquisa e Pós-graduação da Regional Catalão (RC) da Universidade Federal de Goiás (UFG) e pela abertura do I Seminário de Africanidades, evento multidisciplinar, organizado pelo Mestrado em Estudos da Linguagem, com a proposta de discutir e debater cultura, literatura e línguas africanas.

A abertura do Seminário contou com a participação de representantes de dez países africanos e integrantes de diversos ternos de Congada de Catalão. A coordenadora de pesquisa e pós-graduação, Maria Helena de Paula, ressaltou a importância do evento, por discutir com brasileiros e africanos, em uma cidade e em uma instituição marcada pela diversidade, aspectos das raízes da cultura brasileira que tem origem africana. O professor do curso de Letras da Regional Catalão, Alexandre Antonio Timbane, nascido em Moçambique, ressaltou que o Seminário será também um espaço para discutir sobre filosofia e crenças africanas. "O que se fala na mídia, muitas vezes não é a realidade, aqui se tem a oportunidade de discutir em primeira pessoa sobre africanidades", ressalta. Já o diretor-geral da RC, Thiago Jabur Bittar, frisou a importância da integração entre universidade, cidade e cultura e desejou boas-vindas aos participantes.

O Seminário de Africanidades prossegue até sexta-feira (03), com a realização de mesas-redondas, sessões de comunicação oral de pesquisa, roda de conversa e apresentação cultural. A conferência de encerramento será ministrada às 19 horas pelo professor de antropologia da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Dagoberto José Fonseca, que tratará da contribuição científica da África e dos africanos para a humanidade.

Auditório

O Seminário marcou também a inauguração oficial do miniauditório Congadas, que recebeu esse nome em referência a maior festa religiosa e cultural de Catalão, que acontece a 140 anos, sempre no mês de outubro. O presidente da Irmandade do Rosário, Leonardo Bueno, acredita que Catalão é o único exemplo em que o nome Congadas é utilizado para nomear um espaço público dentro de uma universidade.

A coordenadora de Pesquisa e Pós-graduação lembrou que o nome do miniauditório tem forte relação com a própria história da construção do prédio. Segundo Maria Helena, o nome Congadas foi de aceitação unanime pela gestão e hoje encontra-se consolidado pela comunidade universitária. Além disso, explica a professora, algumas salas receberam o segundo nome em homenagem a ternos de Congada de Catalão. "Muitas pessoas na universidade pesquisam as congadas e muitos membros das Congadas estudam aqui na UFG. Nós é que somos homenageados em ter a Congada e os ternos aqui", ressaltou Maria Helena.

Apresentação Cultural Africanidades

 Apresentação cultural durante abertura do Seminário de Africanidades

 

 

Categorias : notícias

Listar Todas Voltar