Weby shortcut
Participação na Rádio Cultura

Docentes e discente ligadas a projetos voltados à terceira idade participam de programa de rádio local

Por Welliton Alves. Criada em 21/10/19 12:20. Atualizada em 21/10/19 15:39.

Grupo abordou sobre projetos desenvolvidos na universidade e que são voltados aos idosos. Confira!

 

No dia 11 de outubro de 2019, às 17h, no Programa Radar 101 – UFCAT na Cultura, uma parceria de projeto da Assessoria de Comunicação da Regional Catalão/UFG com a Rádio Cultura de Catalão, participaram duas docentes e uma discente  da Regional, que levaram como pauta ao programa a comemoração do dia do Idoso (1º de outubro) e a divulgação de atividades desenvolvidas na universidade em relação à saúde e ao cuidado da pessoa na terceira idade.

Participaram do programa a Enfermeira Ivânia Vera, professora do curso de Enfermagem e Coordenadora da disciplina de Processo de Cuidar do Adulto e Idoso I, a Mestranda Kamylla Guedes de Sena e a Educadora Física Lana Ferreira de Lima, professora do curso de Educação Física.

 

Participação na Rádio Cultura
Da esquerda para direita, Prof.ª Lana, Prof.ª Ivânia, Mestranda Kamylla e o repórter Rafael Furquin

 

Na ocasião, a professora Ivânia Vera abordou sobre a linha do tempo em relação aos avanços e desafios das Políticas Públicas relacionadas a Saúde do Idoso, mundialmente e nacionalmente, com explanação e discussão acerca do tema. Relembrou que os atos normativos a partir da década de 70 do século XX, conclamam por mudanças de atitudes, comportamentos, políticas e práticas que garantam às pessoas idosas conquistas além da seguridade social, mas também como participantes ativas na construção coletiva deste processo. Com foco central na promoção da saúde individual e comunitária (RODRIGUES, 2001; MOURA; DOMINGOS; RASSY, 2010).

Em seguida, a Mestranda Kamylla Guedes de Sena, Enfermeira, formada pela mesma instituição e discente do Programa de Mestrado Profissional em Gestão Organizacional, abordou sobre a caderneta de saúde da pessoa idosa e do treinamento realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde aos Enfermeiros da Rede Primária de Atenção à Saúde. Reforçou a importância de o idoso ter sua própria caderneta, ao qual possui informações relevantes sobre as condições de saúde da pessoa idosa, bem como os direitos, orientações quanto ao uso e armazenamento de medicamentos, os 10 passos para alimentação saudável, sobre as condições de saúde bucal, prevenção de quedas, atividade física e sexualidade. Nela há também, espaço para inserir informações acerca dos dados pessoais, peso, altura e também sobre o preenchimento do Protocolo de Identificação do Idoso Vulnerável (VES-13). Este preenchimento possibilita a identificação e cuidado precoce frente às vulnerabilidades encontradas, no momento da entrevista/acompanhamento (BRASIL, 2018).

A participação finalizou com a entrevista da professora Lana Ferreira, a qual convidou os idosos a participarem do Grupo de Convivência vinculado ao Projeto de Extensão intitulado “Envelhecimento Ativo: Promoção e Cuidado da Saúde", que ocorre na Estratégia Saúde da Família CAIC, sob orientação também de professores do curso de Psicologia e Enfermagem, com participação ativa dos estudantes destes referidos cursos da RC.

Lana ainda aproveitou o espaço e convidou os ouvintes a participarem do II Colóquio Envelhecimento Ativo: promoção e cuidado da saúde, “Uma jornada para a igualdade etária”, que ocorreu no dia 16 de outubro 2019, na Regional Catalão.

 

Referências:

RODRIGUES NC. Política nacional do idoso: retrospectiva histórica. Estud. interdiscip. Envelhec, v.3, p.149-158, 2001.

MOURA, M. A. V, DOMINGOS, A. M., RASSY,  M. E. C.. A qualidade na atenção à saúde da mulher idosa: um relato de experiência. Esc. Anna Nery [Internet], v. 14, n. 4, p. 848-855, 2010. Available from: http://www.scielo.br/pdf/ean/v14n4/v14n4a27.pdf

BRASIL. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Caderneta de saúde da pessoa idosa: manual de preenchimento / Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Brasília (Brasil): Ministério da Saúde, 2018.

 

Fonte: Ascom - RC/UFG

Categorias: notícias Terceira Idade