Weby shortcut
Atividade dia 23 de agosto - PET

Grupo PET oferece formação em PICs para profissionais da saúde e comunidade universitária

Por Welliton Alves. Criada em 10/09/19 16:16. Atualizada em 10/09/19 16:24.
Foram ofertados dois cursos de formação ao longo dos dias 23 de agosto e 06, 07 e 08 de setembro de 2019. Saiba como foi!

 

Texto:  Calíope Pilger, Jalusa Andréia Storch Díaz e Nayline Martins

 

Nos dias 23 de agosto e 06, 07 e 08 de setembro de 2019 foram ofertados dois cursos de formação em Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICs) para profissionais da rede de saúde de Catalão, acadêmicos e profissionais da comunidade, organizada pelo grupo de trabalho 2 – PICs e Educação Popular em Saúde a qual integra o grande projeto PET – Saúde Interprofissionalidade da UFG – Regional Catalão e a Liga Acadêmica de PICs (LAPIC), cujas atividades foram desenvolvidas em parceria com a Secretaria de Saúde do município de Catalão – GO e o Instituto de Pós-Graduação de Uberlândia – IPGU.

No dia 23 de agosto foi ofertado o curso de Reiki Nível I, com total de 10 horas de curso. O curso foi ministrado pela professora Calíope Pilger do curso de Enfermagem da UFG – Regional Catalão, Master em Reiki.

 

Atividade dia 23 de agosto - PET
Membros da comunidade universitária e profissionais de saúde de Catalão participaram da atividade do dia 23 de agosto

 

O Reiki é uma prática muito utilizada e estudada pela academia e serviços de saúde nos dias atuais. A palavra Reiki é de origem japonesa e significa “Energia da força vital do universo” (OLIVEIRA, 2013). Esta prática busca o equilíbrio de energias, de forma a garantir um bem-estar físico, emocional, mental, energético e espiritual. A técnica consiste na imposição de mãos, momento em que o reikiano canaliza energia e a transmite para o corpo de outra pessoa (receptor).
O método possui caráter preventivo e harmonizador, agindo sempre na causa dos problemas, uma vez que trata o físico, o psíquico, o mental e o espiritual, com resultados concretos na ansiedade, nas dores, no estresse, na depressão, na insônia, no medo, na insegurança, no pânico, assim como nos órgãos, tecidos e sistemas, cuidando do outro de forma integral (FREITAG, et al, 2014).

Nos dias 06, 07 e 08 de setembro ocorreu o curso de formação em Auriculoterapia, ministrado pelo Prof. Ms. Jean Luís de Souza, coordenador do IPGU de Uberlândia e de outros municípios. Este curso é caracterizado por ser de responsabilidade social e foi ministrado para 40 pessoas, entre elas, profissionais da rede saúde de Catalão, acadêmicos de diversos cursos da UFG – Regional Catalão, terapeutas voluntários da comunidade que participam dos projetos sociais desenvolvidos pelos cursos de enfermagem e educação física da UFG - Regional Catalão, sob responsabilidade das professoras Dra. Calíope Pilger, Profa. Dra. Jalusa Andréia Storch Díaz e Profa Ms. Nayline Martins. O curso foi realizado na Escola SESI/SENAI, também parceira dos projetos sociais da universidade.

 

 Atividades de setembro Auriculoterapia - PET
Participantes tiveram demonstrações práticas da técnica de Auriculoterapia

 

A auriculoterapia, técnica que foi ofertada, é uma prática milenar da Medicina Tradicional Chinesa que trabalha com pontos auriculares tidos como regiões reflexoras do corpo em pontos próprios do pavilhão auricular podendo refletir mudanças fisiopatológicas dos órgãos e vísceras (GARCIA, 1999). Sua expansão no ocidente tem se mostrado eficaz no tratamento de várias condições de saúde e doenças e apresenta repercussões elétricas, histológicas e fisiológicas (JALES, 2019), seja a nível físico, emocional, psicológico e energético.

Os cursos possuem como objetivo capacitar profissionais da rede de saúde de Catalão, acadêmicos e profissionais da comunidade sobre Reiki e auriculoterapia/auriculopuntura/auriculotapping, fortalecendo ações e serviços de PICS nas Redes de Atenção à Saúde. Além de promover a interação e a troca de experiências. Objetivo esse que vem de encontro aos objetivos do grupo 2 do PET – Saúde Interprofissionalidade da UFG – Regional e da LAPIC.

 

Participantes das atividades do PET em setembro
Participantes exibindo seus certificados de participação nesta etapa de formação em PICs

 

Está previsto ainda para este ano, outros dois novos cursos de formação: Shantala e a Automassagem. O primeiro trata-se de uma prática terapêutica que consiste na manipulação (massagem) para bebês e crianças pelos pais, composta por uma série de movimentos que favorecem o vínculo entre estes e proporcionam uma série de benefícios decorrentes do alongamento dos membros e da ativação da circulação. Além disso, promove a saúde integral; harmoniza e equilibra os sistemas imunológico, respiratório, digestivo, circulatório e linfático; estimula as articulações e a musculatura; auxilia significativamente o desenvolvimento motor; facilita movimentos como rolar, sentar, engatinhar e andar; reforçam vínculos afetivos, cooperação, confiança, criatividade, segurança, equilíbrio físico e emocional (BRASIL, 2016). O segundo curso – a Automassagem, consiste em uma sequência de movimentos realizada pelo próprio usuário em seu corpo. Esse método visa estimular pontos específicos para restabelecer o equilíbrio orgânico. Além disso, é uma atividade pouco complexa e fácil de aprender, o que a torna mais acessível ao uso frequente na população (BARBOSA et al., 2014).

A proposta de desenvolvimento dessas atividades visa, a articulação ensino-serviço-comunidade para implantação das atividades de promoção da saúde, PICs, visando o fortalecimento das ações de saúde interprofissionais na Atenção Básica do município de Catalão-GO.

 

Referências


BARBOSA, F. V. et al. Automassagem sob a perspectiva da educação em saúde: análise e intervenção. Rev. APS. Escola Superior de Ciências da Saúde, 2014. p. 450-458.
BRASIL. PORTARIA No- 702, DE 21 DE MARÇO DE 2018. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no sus. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2018/prt0702_22_03_2018.html>. Acesso em: 06/02/19.
FREITAG, V. L. et al. Benefícios do Reiki em população idosa com dor crônica. Texto contexto Enferm, v. 23, n. 4, p. 1032-40, 2014.
GARCIA, E. G. Auriculoterapia. São Paulo: Roca, 1999.
JALES, R. D. et al. Auriculotherapy in the care of anxiety and depression. Journal of Nursing UFPE on line, [S.l.], v. 13, june 2019.
MINISTÉRIO DA SAÚDE (BRASIL). Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS: Práticas Integrativas. Brasília – DF: [s. n.], 2016. Disponível em: https://aps.saude.gov.br/ape/pics/praticasintegrativas. Acesso em: 9 set. 2019.
OLIVEIRA, R. M. J. Efeitos da Prática do Reiki Sobre Aspectos Psicofisiológicos e de Qualidade de Vida de Idosos com Sintomas de Estresse: Estudo Placebo e Randomizado. São Paulo. Tese [Doutorado em Psicobiologia]. Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina; 2013.

 

Fonte: Projeto PET - Saúde Interprofissionalidade - RC/UFG

Categorias: notícias PET PICs